Blog HUB55

Membros do Hub55, USP e Yale discutem aproximação

Reitor da instituição brasileira foi a Connecticut (EUA) para debater expansão das parcerias e dos projetos conjuntos com a norte-americana

O reitor da Universidade de São Paulo (USP), o professor Vahan Agopyan, esteve nos Estados Unidos no final de outubro para discutir possibilidades de aumentar a integração entre a instituição brasileira e a Universidade de Yale. Na pauta das reuniões, oportunidades para novos trabalhos conjuntos e a extensão das parcerias já existentes.

No dia 25, em encontro no escritório de New Haven (Connecticut) da plataforma de internacionalização Hub55, Agopyan se reuniu com antigos e atuais membros da universidade brasileira que atuam em Yale. Além de conversarem sobre a longa agenda de cooperação e projetos, os participantes também discutiram boas práticas e possíveis soluções para melhorar o ambiente acadêmico e a comunidade da Universidade de São Paulo.

Tanto a USP quanto a Universidade de Yale fazem parte do membership institucional do Hub55. Por meio desse relacionamento, as duas instituições se beneficiam do apoio oferecido aos projetos tanto no Brasil quanto nos Estados Unidos e das iniciativas de integração bilateral.

Internacionalização pela Capes

A visita do reitor aconteceu em sincronia com a seleção da USP pela Capes para receber recursos do edital do Programa Institucional de Internacionalização – Print, que visa fomentar a construção e consolidação de planos estratégicos de internacionalização das universidades. A verba total destinada é de US$ 75 milhões, valor a ser dividido entre as 25 instituições escolhidas. Entre as medidas incentivadas pelo programa está a integração entre as pesquisas dos centros de ensino brasileiros com as de instituições do exterior.

A partir deste mês de novembro, os projetos começarão a ser implementados, prosseguindo por até quatro anos de duração. O Print ainda financia missões de trabalho no exterior, oferece recursos para a manutenção de projetos, bolsas de estudo no exterior e no Brasil.