Blog HUB55

Momento de internacionalizar ou Internacionalizar para crescer

 

Finalmente surgem boas oportunidades para a economia brasileira, principalmente no que se refere ao comércio internacional.

Após amargar um período de recessão desde o segundo trimestre de 2014, com forte queda do PIB per capita na faixa de 9%, vemos agora com alegria uma perspectiva real de crescimento devido a algumas mudanças na política econômica interna e externa, além de um novo momento político. Momento esse que ainda é muito mais uma sensação de otimismo, mas que torcemos para que consolide e avance, e assim, refletir em maior volume de negócios já a curto prazo. Principalmente se o atual governo conseguir vaibilizar suas principais propostas na economia como as reformas e a criação de um ambiente mais favorável para as empresas.

Analisando mais especificamente as relações comerciais entre Brasil e Estados Unidos, podemos destacar algumas alterações de cenário. Nem sempre vista como estratégica, a parceria parece estar se fortalecendo. Entre os fatos que norteiam essa análise está a primeira visita da história de um Secretário de Defesa americano ao Brasil. Recebemos em agosto passado o secretário James Mattis para uma série de encontros de troca de conhecimento e acordos de parceria técnica nas áreas científica e militar.

Também temos uma intensa agenda de pronunciamentos de ambas as partes sobre o futuro próspero da parceria entre os dois países. O presidente americano, Donald Trump, demonstrou em algumas entrevistas estar satisfeito com a visão de governo do presidente brasileiro Jair Bolsonaro. Ao mesmo tempo, o chanceler brasileiro, Ernesto Araújo, tem divulgado posicionamentos positivos em relação aos EUA, além de ter feito no dia 2 de janeiro uma reunião com o secretário de Estado americano, Mike Pompeo.

Existem em pauta algumas propostas interessantes de ampliação de acordos e facilitação de comércio, além da consequente desburocratização nos negócios entre os dois países.

Somado a um mercado americano que passa por uma ótima fase, surge então um momento único e favorável para a internacionalização de empresas brasileiras que desejam prospectar vendas, parceiros ou entrar no mercado dos EUA, principalmente nas áreas de tecnologia, inovação e aeronáutica. Neste último segmento, não podemos deixar de citar a abertura da Boeing no Brasil na joint venture com a Embraer, que deve trazer muitos investimentos e possibilidades de novos negócios entre os dois países.

O Hub está acompanhando de perto todo esse cenário e possui uma estratégia reconhecida mundialmente para a internacionalização de empresas.

As perspectivas para os próximos anos são as melhores, agora cabe a nós estarmos preparados e estruturados para aproveitar da melhor forma, criando parcerias sólidas e crescimento sustentável para nossas empresas.

Alexandra Gioso, sócia do Hub 55 em São José dos Campos, diretora da AG Global, consultoria em comércio internacional e Diretora de Relações Internacionais e Comércio Exterior do DEREX/FIESP/CIESP & Pamela Silva, fundadora da plataforma Hub 55.