Outros

Novo governador toma posse em Connecticut e mantém os incentivos para novos negócios

No último dia 9 de janeiro aconteceu a cerimônia de posse de Ned Lamont e Susan Bysiewicz, como 89º governador e vice-governadora do estado de Connecticut, sede do HUB55 nos Estados Unidos. Eles assumiram o posto do também Democrata Dan Malloy, que esteve à frente do cargo desde 2011.

Os novos gestores de Connecticut assumem o desafio de dar continuidade ao trabalho feito pelo agora ex-governador. Dan Malloy assumiu o estado em um momento de recuperação da economia, saindo de quase dois anos de recessão, com alta taxa de desemprego e com um déficit orçamentário de US $ 3,2 bilhões.

Para combater esse números e mudar o cenário negativo do estado, o ex-governador contou com a ajuda de Catherine Smith. Durante os oito anos do governo de Dan Malloy, Catherine liderou a agência de desenvolvimento econômico do estado, onde acrescentou programas que ajudaram a impulsionar a indústria, atraíram mais empresas, e estimularam o setor privado a reter e a aumentar o número de empregos. A estratégia de desenvolvimento incluiu o crescimento dos setores da saúde, biociência, serviços financeiros e manufatura avançada. Apesar dos esforços e de todo desenvolvimento econômico, os resultados dos últimos anos foram inferior ao desejado.

Já para o novo governo, ainda não há certeza na continuidade de Catherine Smith como secretária da pasta de desenvolvimento econômico. Apesar disso, Ned Lamont já apresenta ações que visam retomar o crescimento, impulsionando novamente a indústria e a economia do estado, apoiando pequenas empresas, investindo em infraestrutura e desenvolvendo a força de trabalho local, conhecida pelo seu alto desempenho e produtividade.

Um ponto que é extremamente importante para essa retomada, e total relevância para o HUB55 e para as empresas brasileiras, é o interesse do governo em manter o programa de atração de investimento internacionais, tendo inclusive uma forte representação dentro do Brasil desde 2015. Essa relação acaba sendo um motivador a mais para que empresas brasileiras vejam com bons olhos a opção de internacionalizar o seu negócio e investir de vez em um mercado com potencial de atração, como é o americano.

Nós do HUB55 esperamos que todas essas expectativas se concretizem e que a realidade se torne cada vez mais positiva para e que incentive o empresariado brasileiro a buscar esse mercado em potencial.

Fonte: http://www.hartfordbusiness.com/article/20181217/PRINTEDITION/312139972/after-8-years-1b-plus-in-deals-malloys-economic-record-mixed